Integridade

1926907_707265422627070_708878598_n

Abrão tinha noventa e nove anos. O Senhor apareceu-lhe e disse-lhe: “Eu sou o Deus Todo-poderoso. Anda em minha presença e sê íntegro;
Gênesis 17:1

Estas palavras foram ditas por Deus a Abrão quando este tinha noventa e nove anos de idade. Talvez alguns pensem que são jovens ou velhos de demais para ouvir isso, mas estas palavras ainda emanam da palavra de Deus: “Ande na minha presença e sê integro”.
É engraçado como alguns jovens, se escondendo atrás de sua inexperiência e ou covardia diante dos desafios, agem de forma descompromissada com tudo e com todos. Já outros, usam sua fé sob o pretexto de não ter tempo para cuidar de sua vida pessoal.
O primeiro se julga “super-santo”, mas sua vida é uma completa bagunça. Deixa o cheque voltar por insuficiência de saldo (ato premeditado), discute com os pais, vive armando o “maior barraco”. Mas quando chega no domingo, veste sua “beca” e vai para a igreja pois quer entrar da melhor forma na presença de Deus. Não tem o que Paulo vai chamar de “domínio próprio”.
O segundo tem a vida cem por cento correta. É exemplo de organização e educação. Mas é totalmente apático à presença de Deus. Não lê a Bíblia, nem ora. Tem tempo para tudo, mas não para a sua devocional diária.
Deus não quer que sejamos “super-santos caras de pau”, nem exemplos de vida sem espiritualidade. Deus quer que sejamos espirituais e íntegros. Pessoas que andam segundo a sua vontade, mas que dão testemunho de sua transformação aos homens no seu dia a dia. Uma coisa não é nada sem a outra, ambos são resultado da obra do Espírito Santo na vida do crente (Gl 5:22,23).
A ordem de Deus a Abrão, que antecedem suas promessas e se aplicam a nós, ainda fala em nossos dias: Eu sou o Deus Todo-Poderoso, JOVEM, ande em minha presença e sê integro.

Jessé Amaral